A presidente da Diretoria da Ordem Auxiliadora de Senhoras (OASE) do Sínodo Nordeste Gaúcho, Marina Helena Grün, repassou contribuição financeira no valor de R$ 5.000,00 para o Dia da Igreja. A entrega foi feita ao pastor sinodal Altemir Labes durante reunião da diretoria do grupo. Esta é mais uma forma concreta da OASE Sinodal mostrar que apoia o projeto do Dia da Igreja, além das tantas ações às quais está unida. No Dia da Igreja a OASE Sinodal se fará presente, apresentando a Árvore da Comunhão, Testemunho e Serviço, além de outros materiais.

As reuniões da Diretoria da OASE Sinodal acontecem a cada mês. Além das reuniões, também são realizados seminários e diversos trabalhos com os núcleos.

Add a comment

No dia 23, quarta-feira, foi realizada em Porto Alegre (RS) uma celebração pela Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SOUC), reunindo autoridades eclesiásticas e representantes de diferentes igrejas para um café da manhã. O pastor sinodal do Sínodo Nordeste Gaúcho e tesoureiro do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), Altemir Labes, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), participou do encontro, representando o CONIC Nacional. O pastor Enos Heidemann representou o pastor presidente da IECLB no evento.

“É gratificante estarmos aqui, juntos, celebrando a unidade de uma forma tão especial para a vida das nossas comunidades”, disse Labes. “É uma maneira clara e viva de fortalecer as relações entre nós, como pessoas, e entre as nossas igrejas, mais ainda neste momento, quando a união e a solidariedade são tão importantes na caminhada institucional do CONIC, que está completando 30 anos." Presentes no café da manhã estavam ainda o presidente do CONIC/RS, bispo emérito da Igreja Católica, Dom Sinésio Bohn, o vice-presidente do CONIC/RS, pastor Carlos Dreher da IECLB, o bispo de Porto Alegre da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB), Dom Orlando Santos de Oliveira, e o arcebispo de Porto Alegre da Igreja Católica, Dom Dadeus Grings.

Em 2012, a SOUC trabalhou, entre os dias 20 a 27 de maio, o tema baseado na carta do apóstolo Paulo aos Coríntios: “Todos seremos transformados pela vitória de nosso Senhor Jesus Cristo” (1ª Coríntios 15.51-58). As atividades e propostas de trabalho para a semana foram preparadas por comunidades cristãs da Polônia.

Add a comment

Lara Francine Gaiesky, juntamente com sua mãe, Raquel Gaiesky, e a avó, Marlene Bloss, divulgando o Dia da Igreja Sinodal do Sínodo Nordeste Gaúcho, que será realizado no dia 3 de junho em Igrejinha (RS).

Uma família com uma grande História de Vida e Fé!

A foto foi tirada durante o Estudo Bíblico em Rolante, por Luiz Gustavo Allende.

Add a comment

Lixo ou material reciclável? Com o objetivo de chamar atenção para a importância do papel dos catadores na preservação da Natureza e a importância da reciclagem, mas também para alertar sobre o consumo exagerado da nossa sociedade, um grupo de catadores ligados ao Movimento Nacional de Materiais Recicláveis (MNCR) estará demonstrando o seu trabalho de separação durante o Dia da Igreja.

 Catadores separam lixo em um galpão em Gravataí

No Brasil, existem milhares de catadores e catadoras que sustentam suas famílias com a venda de material retirado do lixo. Para isso, separam o material reciclável do que é o descarte – aquilo que não pode mais ser transformado para reutilização – e vendem diretamente para as indústrias, sem intermediários, garantindo um retorno financeiro melhor.

“Eu trabalho com catação há 32 anos e, para mim, é um trabalho digno como qualquer outro”, disse Tânia Maria Cardoso, que trabalha em Gravataí. “Mas catador precisa trabalhar de forma associativa e organizada, se não vai ficar sempre na mesma. Por isso, a importância do MNCR”, complementou.

Carlos Edler/Banco de Imagens da FLD

Add a comment

Hinário é o que as pessoas cantam, não apenas o livro, a coleção de cantos. É o retrato de um processo dinâmico do canto das comunidades.

E onde elas cantam? O espaço do canto comunitário é primordialmente o do culto cristão, compreendido como encontro da comunidade com Deus. O hinário reflete o que nos constitui como Igreja de Cristo em sua unidade e diversidade. Emana desse encontro e para ele está voltado. Identifica-nos como cristãos luteranos, contribuindo para a compreensão de nossa história e contexto.

No primeiro semestre de 2011, o Conselho da Igreja solicitou ao Conselho de Música a indicação de nomes para formar uma comissão que se ocupasse com o assunto do hinário da IECLB, a partir da qual ocorreu posteriormente a nomeação. Esta comissão deverá elaborar a proposta de um novo hinário para a IECLB. Em setembro de 2011, ocorreu a primeira reunião na qual houve uma aproximação ao tema. A partir de um embasamento teórico comum, a comissão reuniu-se em novembro do mesmo ano com a tarefa de estabelecer consensos e um ponto de partida. A comissão não tem ainda prazo definido para a conclusão do trabalho.

Esta proposta não quer tolher ou suplantar iniciativas locais e regionais, mas, alimentando-se destas, oferecer balizas do que poderia ser a hinologia apropriada para se cantar em termos gerais na IECLB.

A comissão ainda não está coletando nem selecionando repertório neste momento. Está buscando critérios que possam nortear o trabalho dentro de uma concepção mais ampla: repensar como ele se reflete para dentro de uma política musical da Igreja e de educação musical – dentro de um contexto de renovação musical. Isto reflete uma preocupação com as pessoas – a comunidade, e como ela está aprendendo musicalmente. Essa é uma perspectiva original e propriamente luterana. O hinário funcionará em relação às iniciativas que já existem relativas a essa forma de pensar música. O objetivo é procurar reafirmar a identidade musical luterana e reorientá-la para a atualidade.

Comissão Hinário da IECLB:

Cladis Steuernagel

Cláudio Kupka (coord.)

Cleonir G. Zimmermann

Delmar Dickel

Marcel Steuernagel

Oziel Campos de Oliveira Júnior

Soraya Heinrich Eberle (secret.)

Werner Ewald

Add a comment

A Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Boa Vista do Herval abraçou a divulgação do dia da Igreja 2012 através do “Grupo de Terceira Idade da Paz”. No encontro de abril, quando foram celebrados os aniversários do mês, reservou-se um tempo exclusivo para dialogar sobre o dia da Igreja e sobre como este dia esta sendo pensado pelo Sínodo Nordeste Gaúcho e pela equipe de organização. A partir disso, os integrantes do grupo Idade da Paz assumiram a tarefa de motivar a participação dos familiares, vizinhos, amigos e demais conhecidos.

Já o grupo de Ensino Confirmatório do 2º ano da comunidade, por meio da solicitação da confirmanda Luana Ramish, visitou no dia 28 de abril o ateliê do artista Flavio Scholles, que pintou o quadro que apresenta o tema do dia da Igreja. "Foi uma manhã muito agradável, de aprendizado, interação, e respeito pela arte e pelo artista", contou a pastora Anita Michels.

A timidez dos confirmandos diante de tamanha novidade foi sendo gradativamente esquecida pelo carinho com que foram recebidos por Scholles. A tarefa que receberam foi observar as obras e escolher a que mais chamou a atenção, para reproduzi-la e apresentar em um próximo encontro."A partir do contato com Flavio Scholles é que os confirmandos puderam entender o alto grau de exigência que é preparar uma obra de arte", avaliou a pastora.

 


Pastora Anita Michels

2º Pastorado

Paróquia Evangélica de Confissão Luterana São Miguel

Sínodo Nordeste Gaúcho

Add a comment

Aconteceu no Culto de domingo 22 de abril a instalação da Pastora Paula Naegele na Paróquia de Veranópolis. A instalação foi conduzida pelo Pastor Sinodal Altemir Labes, que deu as boas vindas à nova Pastora. O Pastor Altemir também ressaltou a importância deste momento na caminhada da recém-formada Paróquia de Veranópolis, por se tratar da instalação de sua primeira Pastora.

Os Assistentes da Instalação foram a Pa. Dra. Mara Sandra Parlow da Paróquia de Farroupilha e P. Ms. Allan Ervin Krahn de São Leopoldo.

O Sínodo Nordeste Gaúcho esteve representado pelo vice-presidente Sr. Johannes Heniig, que também deu as boas vindas a Pastora.

A comunidade está animada com a chegada da nova Pastora, pois assim as atividades terão continuidade e acompanhamento Pastoral em tempo integral. No final da celebração todos os presentes foram gentilmente convidados para um momento de confraternização!

Rogamos as bênçãos de Deus para este trabalho, para que a identidade Luterana ocupe seu espaço também em Veranópolis e que mais e mais pessoas participem e conheçam a missão de Deus na terra da Longevidade.

Add a comment

“Grandes coisas fez o Senhor por nós, por isso estamos alegres” (Sl 126.3).

Motivados pela mensagem de alegria do Salmista foi instalado em culto no dia 15 de abril como novo ministro na Paróquia São João de Canela o Pastor Jaime Afonso Dhein. Natural de Lindolfo Collor, P. Jaime é casado com Ruth e têm três filhos: Jonatan, Débora e Lílian. O ato de instalação foi dirigido pelo P. Sin. Altemir Labes e teve como testemunhas o P. Paulo Sérgio Einsfeld de Nova Petrópolis e P. Em. Clóvis Nähr de Canela.

Os membros e presbíteros agradecem a todos que estiveram presentes no culto de instalação e prestigiaram o momento muito significativo para sua caminhada de fé como comunidade de Jesus Cristo para as Cidades de Canela e São Francisco de Paula.  

 

Add a comment

No dia 29de abril de 2012, a OASE de Desvio Blauth, 3º Distrito de Farroupilha/RS, comemorou 60 anos de fundação.

Houve um culto festivo seguido de almoço, apresentações artísticas e um saboroso café colonial, na parte da tarde.

Também fez parte da festividade o XI Encontro Municipal dos Clubes de Mães.

Na comemoração estiveram presentes outros grupos de OASE, bem como representação da OASE Sinodal.

Add a comment

O lançamento do livro Histórias de Vida e Fé, que está sendo organizado pelo pastor e historiador Dr. Martin Dreher a pedido do Sínodo Nordeste Gaúcho, será um dos pontos altos do Dia Igreja 2012, que acontece no dia 3 de junho, em Igrejinha (RS), no parque da Oktoberfest. O trabalho está sendo finalizado e o pastor Martin conta um pouco sobre a publicação.

O que representa a publicação para os membros do Sínodo Nordeste Gaúcho? E para o próprio sínodo?

P. Martin:Antes de mais nada, o livro representa a preservação da memória. A fé cristã vive da memória, do testemunho dos que foram antes de nós, começando pelas cartas de Paulo e os Evangelhos. Em nosso contexto, a vida das comunidades depende do testemunho que vem até nós desde o tempo dos apóstolos, dizendo de nossa esperança por causa de Jesus.

Esse testemunho sempre foi vivenciado e experimentado em comunidades. A IECLB é uma igreja de comunidades. Isso se nota no Sínodo Nordeste Gaúcho. O livro fala do testemunho dessas comunidades. Para o sínodo, para os/as ministros/as, para as lideranças, o livro será um guia para auxiliar na compreensão da vida das comunidades e das paróquias, a partir do seu contexto histórico. Poderá servir, inclusive, como referencial para planos de ação missionária.

Como foi o processo de contribuição das comunidades e paróquias na confecção do livro?

P. Martin:A participação das comunidades e paróquias foi decisiva. As contribuições podem ser classificadas em dois grupos. O primeiro refere-se a dados históricos. Viu-se que algumas comunidades – poucas, felizmente – perderam sua memória e nada pôde ser resgatado. Isso é muito triste. Por outro lado, comunidades têm uma memória muito viva.

O segundo grupo de contribuições para o livro abrange testemunhos de vida e fé. Aqui há muita riqueza que diz respeito à vivência comunitária, de experiências de fé. Temos muita vida em nossas comunidades e muitas experiências que merecem ser compartilhadas.

Como se deu a elaboração do livro?

P. Martin:O livro foi preparado a mais mãos, com a contribuição de membros de comunidades e de ministros e ministras. É um processo mais trabalhoso, mas o resultado é mais rico. Além disso, busquei colocar no papel o que tinha em meus arquivos sobre cada uma das comunidades, as emancipações que aconteceram, dados sobre ministros/as, lideranças.

O livro vai ter capítulos sobre a participação de luteranos/as no povoamento do Brasil e do Rio Grande do Sul, em particular na área de localização do Sínodo Nordeste Gaúcho. Também busquei acentuar que a história sempre tem "esquecimentos": é preciso lembrar dos indígenas, dos africanos e dos Mucker, três temas que nos marcaram profundamente.

Algumas considerações sobre a iniciativa de confecção do livro?

P. Martin:Só posso ver como muito positivo. Sempre é bom lembrar, de novo e de novo, que, no geral, a memória é algo que se perde rapidamente. A IECLB existe há 190 anos, através de suas comunidades. Volta e meia leio afirmações como: "Pela primeira vez a IECLB....". Os que foram antes de nós já estavam aí e souberam viver o Evangelho. Não somos nós que o estamos inventando. Uma das formas de cumprir o 4º mandamento é preservando a memória e o testemunho de nossos pais. Isso se faz através da história.

Espero – e acredito – que o livro seja contribuição para uma Igreja de Jesus Cristo viva e atuante no Nordeste do Rio Grande do Sul.

 

Foto: Arquivo Jorev

Add a comment

Please publish modules in offcanvas position.