O início da primavera motivou a OASE de Taquara para uma atividade diferente, no dia 22 de setembro, sábado. “Fizemos um passeio à Estrela, acompanhadas pelo pastor Valmor Haag”, contou Elaine Miriam Haag. Na parte da manhã, o grupo, seguindo um roteiro turístico, visitou a fábrica de chocolates Sirlei e a Berwanger – Licores Artesanais. “Estivemos sempre acompanhadas pelo dedicado guia Antônio Veloso, de Estrela”. As mulheres também visitaram a igreja local, onde foram recebidas pelo pastor Gilsinei.
 
 
“À tarde, participamos das comemorações dos 100 anos da OASE de Estrela, convidadas pela presidente, Rejane Hagemann.” Fica o agradecimento para o pastor sinodal Marcos Bechert, pelo apoio. “Foi um dia abençoado e estendemos nosso agradecimento a todos e todas que tornaram possível este dia”, disse Miriam.
 
 
Add a comment

As Comunidades e Paróquias do Sínodo Nordeste Gaúcho
 
As delegações representantes de suas comunidades, paróquias, departamentos e intuições reuniram-se no dia 29 de setembro de 2012, para a 15ª Assembleia Sinodal na Paróquia União de Montenegro – Comunidade de Campo do Meio.
 
A Assembleia iniciou seus trabalhos com Culto Eucarístico, onde perpassou o tema do chamado e vocação. A reflexão foi baseada na historia e chamado do profeta Jeremias, o que nos faz lembrar do lema da IECLB 2012 – “ Antes que te formasses no ventre eu e conheci”  Jr 1.5A
 
 
Deus nos chama! Assim como a Jeremias, chama a cada pessoa para ser um sinal visível de seu amor no mundo. Jeremias era jovem e sentia-se inseguro diante do chamado. E Deus o encorajou e capacitou. Assim nós também somos chamados a servir e testemunhar de acordo com nossos dons.
 
Vocação é chamado de Deus. Ele não chama pessoas especiais para algumas tarefas, mas chama a todas as pessoas para servir. Devemos estar atentos ao chamado de Deus e agir em confiança e fé.
 
Deus nos capacita. A vocação perpassa todos os serviços, com diferentes responsabilidades e tarefas. Em nossas histórias de vida e fé a vocação se faz presente. Ela dá sentido à nossa existência e ao que fazemos. Ela nos compromete a agirmos de acordo com o Evangelho. Somos agentes e instrumentos de Deus em meio aos sinais de injustiça, violência e falta de amor ao próximo. Não queremos e nem podemos nos conformar com esse modelo.
A vocação nos desafia à organização e planejamento de nossas ações. Exige de nós uma postura coerente com o evangelho em nossa vida pessoal, familiar e comunitária.
 
 
Assim seremos Comunidade Jovem, que percebe suas limitações e não se acomoda diante de novos desafios. Igreja Viva realmente seremos se confiarmos e agirmos de acordo com o chamado de Deus.
 
 
Campo do Meio, 29 de setembro de 2012.
Add a comment

No dia 22 de setembro foi promovido o Encontro Interparoquial de Crianças, Adolescentes e Jovens das comunidades pertencentes às paróquias de Parobé e Nova Hartz. Realizado na Comunidade Evangélica de Fazenda Fialho, o encontro acontece há alguns anos com as comunidades de Parobé; a novidade deste ano foi a participação da paróquia de Nova Hartz.
 
 
O dia começou com um momento de celebração, no qual a pastora Scheila Janke relembrou personagens bíblicos jovens, chamados e vocacionados por Deus para sua missão. Entre estes, o profeta Samuel, o rei Salomão, o profeta Jeremias, o apóstolo Timóteo e o texto que fala de Jesus aos 12 anos no templo.
 
Depois disto, a professora de teatro Isabel assumiu os trabalhos e incentivou os/as participantes a trabalharem sua expressão corporal. Após, todos/as confeccionaram um fantoche de mão e, na parte da tarde, após um piquenique ao ar livre, apresentaram teatros com seus fantoches.
 
O encontro, encerrado com uma oração e benção, foi de partilha, comunhão e amizade. 
Add a comment

“Sou Franciele Kogler Bartz, tenho 23 anos, sou casada com Alessandro Bartz, professor, e doutorando em Teologia na Faculdades EST. Nasci na cidade de Augusto Pestana (RS), no dia 13 de outubro. Sou filha de Flavio e Rosana Maria Kogler, agricultores. Tenho duas irmãs, a Camila e a Taciana Kogler.
 
 
Em 2006, motivada por minha comunidade de origem, vim para São Leopoldo cursar Teologia. A escolha pelo estudo de Teologia não se deu de uma hora para a outra, pois dedicar a vida ao trabalho pastoral é uma decisão que, diferente de outras, toca-nos intrinsecamente. Confiei em Deus e aceitei o desafio. Tenho plena certeza de que esta escolha se deve à vivência de fé que tive desde minha infância, pela forma que fui incentivada pela minha família e por meus padrinhos e madrinhas de batismo.
 
Em 2009, tive uma experiência muito gratificante, pois realizei meu estágio no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS), sob a monitoria do Pastor Ivo Lichtenfels. Meu estágio foi decisivo e reafirmou o desejo de continuar o estudo, visando o ministério com ordenação.Formei-me Bacharel em Teologia já no final de 2010. Visando o preparo para assumir o serviço ministerial na IECLB, em 2011, cursei uma especialização, onde tive a oportunidade de aprofundar minha confessionalidade luterana.
 
Agora, no dia 7 de agosto, iniciei o meu Período Prático na Paróquia Evangélica de Taquara (RS), sob a mentoria do pastor Valmor Haag. Neste período, de menos de dois meses, de adaptação e reconhecimento da cidade e da comunidade, só tenho a agradecer, pois fui muito bem recebida e acolhida.
 
Sou grata a Deus por todas as vezes que Ele guiou minha vida, especialmente agora, me trazendo para a Comunidade de Taquara e para o Sínodo Nordeste Gaúcho.
 
“Portanto, tudo o que vocês fizerem ou disserem, façam em nome do Senhor Jesus e por meio dele agradeçam a Deus, o Pai” (Cl 3.17)
 
Add a comment

Documentos históricos afirmam que Hans Staden - um dos primeiros evangélicos luteranos a pisar em terras brasileiras - teria erigido uma capela e cantado hinos luteranos em 1554 enquanto estava prisioneiro dos índios tupinambás em Ubatuba (SP).
 
 
O canto comunitário sempre esteve presente junto ao povo de Deus que caminha nas comunidades evangélicas de confissão luterana. Ele anima celebrações dominicais, devocionais domésticas, grupos de reflexão e estudo bíblico. Ele acompanha momentos alegres e festivos e consola nos momentos de dor e de luto.
 
Centenas de hinos estão a serviço de enlevo espiritual e fortalecimento da fé de crianças, jovens, mulheres e homens ao longo de quase dois séculos de presença evangélica luterana em solo brasileiro.
 
O Portal Luteranos lançou oficialmente a Hinopédia Evangélica Luterana no dia em que o seu autor e idealizador, pastor emérito Leonhard Creutzberg, completa 80 anos de vida.
 
Em seu trabalho, Leonhard Creutzberg debruça-se sobre esta riqueza e patrimônio de fé e espiritualidade. Pesquisa a história de hinos incorporados nos Hinos do Povo de Deus 1 e 2. Tece comentários e reflexões sobre o seu conteúdo. Descreve a vida de autores e autoras. Mostra a sua trajetória pessoal e procura situá-las/os em seu contexto histórico.
 
Leonhard Creutzberg presenteia os visitantes e as visitantes do Portal Luteranos com o fruto deste trabalho extraordinário. A Hinopédia Evangélica Luterana merece ser lida, comentada e refletida por pessoas, grupos e comunidades.
 
A direção da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil agradece a Leonhard Creutzberg por este legado. O seu voto é que Deus abençoe as mãos do autor desta obra, abençoe a obra de suas mãos e abençoe os corações das pessoas que irão apreciá-la.
 
Veja mais em: 
 
 
Os textos relativos ao HPD 2 serão inseridos gradativamente.
 
 
 
 
 
Add a comment

Em agosto, Jonas Krause iniciou seu Período Prático de Habilitação ao Ministério (PPHM) na Paróquia de Igrejinha. Ele estará acompanhando as comunidades da paróquia. O PPHM de Jonas está sob a mentoria do pastor Carlos Romeu Dege, e segue até 26 de janeiro de 2014 (duração de 17 meses).
 
 
Segue sua apresentação:
 
“Que a Graça e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja com todos os irmãos e irmãs que lerem este meu breve relato de apresentação sobre a minha vida.
 
Sou Jonas Krause, nascido em 11 de junho de 1981, na cidade de São Gabriel da Palha, no estado do Espírito Santo. Sou filho de Daniel Krause e Azilda Mass Krause. Sou descendente de pomeranos, filho de agricultores. Fui agricultor até os 24 anos.
 
Aos quatro anos de idade, o meu pai e minha mãe se transferiram para Rondônia. meus pais passaram a residir na área rural do município de Cacoal, local no qual morei por mais de 20 anos. Posso dizer que sou capixaba de nascimento e rondoniense de formação.
 
Desde cedo, foi desejo de minha mãe que eu estudasse teologia, mas, quando mais moço, não tive muito interesse em estudar. Passado algum tempo, após um bom envolvimento nas comunidades da paróquia de Cacoal, o desejo de estudar teologia despertou.
Para isso tornar-se realidade, eu teria de cursar o ensino fundamental e o ensino médio. era grande o desafio, mas não hesitei e me matriculei numa escola. Estudei através do método supletivo. Estava disposto e decidido a seguir o caminho do estudo, renunciei a festas e a passeios em família por causa do estudo. Trabalhava durante o dia na lida da roça e estudava de noite e de madrugada. Foram três anos e meio de estudo, seguindo o mesmo objetivo, mas concluí o ensino fundamental e o médio com êxito.
 
Após esta primeira etapa, fui estudar na faculdade Metodista em Porto Velho (RO). Ali, estudei dois anos, tempo em que pude conhecer um pouco mais da realidade da região norte. Enquanto estudava na faculdade, trabalhava na Escola Oficina Criativa que é mantida pela comunidade evangélica de Porto Velho, ligada à IECLB. Esta escola chegou a atender mais de 120 crianças matriculadas em quatro turmas. A idade das crianças era de cinco e seis anos de idade. Desempenhei as mais diversas funções: porteiro, secretário, professor, merendeiro, faxineiro. Era um tempo difícil, mas era gratificante ver um sorriso estampado no rosto daquelas crianças.
 
Vim para o Rio Grande do Sul em 2008, para estudar teologia na Faculdades EST da IECLB. Fiz meu estágio na paróquia de Estrela (RS), no primeiro semestre de 2009. Tive uma ótima experiência de estágio, o que reafirmou o meu desejo de continuar o estudo visando o ministério com ordenação.
 
Casei-me em 2010 com a diácona Sissi Georg. Sou bacharel em teologia, pós-graduado no curso de especialização Lato Sensu para o ministério eclesiástico na IECLB pela faculdades EST.
 
Estarei acompanhando as comunidades da Paróquia Evangélica de Confissão Luterana de Igrejinha enquanto realizo o meu PPHM (período prático de habilitação ao ministério). O meu PPHM está sob a mentoria do P. Ms. Carlos Romeu Dege e tem a duração de 17 meses (24/08/2012 até 26/01/2014).
 
Sou grato a Deus pela graça de poder trabalhar, conhecer e de adquirir uma nova experiência num contexto um tanto diferente da do norte do Brasil.
 
Graça e Paz a vós irmãs e irmãos na fé.”
Add a comment

No dia 25 de agosto, cerca de 50 orientadoras do culto infantil estiveram reunidas em Nova Petrópolis, para troca de experiências e aprendizagens. As principais questões tratadas foram as rodas cantadas e as narrações bíblicas. “Os temas foram solicitados pelo grupo e o resultado foi muito positivo”, disse a pastora Scheila Roberta Janke. “O encontro atendeu as expectativas e trouxe sugestões muito práticas”.
 
 
Na parte da manhã, canções conhecidas e novas foram trabalhadas junto com alguns dos integrantes do Grupo Ânima. À tarde, o grupo trabalhou a apresentação de histórias bíblicas, com a assessoria da catequista Monika Maier.
 
 
Add a comment

Os ministros e ministras do Sínodo Nordeste Gaúcho tiveram a oportunidade de ouvir e discutir sobre o tema Espiritualidade, Ritos e Práticas Pastorais, durante o 3º Encontro do Seminário de Aconselhamento Pastoral, realizado em parceria com a Faculdades EST. O encontro, realizado em São Leopoldo (RS), nos dias 18 e 19 de setembro, contou com a assessoria do pastor Dr. Julio Cézar Adam.
 
 
Diante de uma sociedade extremamente desafiadora, com novas configurações diárias, vivemos uma crise de espiritualidade. A cultura atual encontra-se ancorada em sensações, emoções e prazer. Diante dessas constatações, os e as participantes refletiram sobre a importância de se fazer presente na vida comunitária, onde o aconselhamento se configura como um instrumento essencial na reconstrução do ser humano dilacerado pela insatisfação com o mundo e seu racionalismo.
 
Ritos
De onde vem e qual a importância dos ritos? O rito vem para colocar ordem no caos que se instala. A autora Ione Buyst, que trabalha há muitos anos na formação litúrgica, no campo acadêmico e no campo pastoral e popular,diz no seu texto “Barro e brisa, convite à experiência religiosa ritual” que as práticas rituais estão por toda parte, permeiam nossa vida pessoal, comunitária e social. Estão presentes nas áreas religiosas tradicionais e em áreas atingidas pela modernidade e pós-modernidade.
 
 
O grupo de ministros e ministras despediu-se do seminário, comprometido com a prática pastoral, visando integrar na vida comunitária uma espiritualidade acolhedora, capaz de interagir com a confissão luterana.
 
Add a comment

A sintonia político eclesiástica foi o foco da Reunião da Presidência e da Secretaria Geral com os pastores sinodais, realizada de 11 a 15 de setembro, no Centro de Espiritualidade Cristo Rei, em São Leopoldo (RS). Nos dias 14 e 15, juntaram-se ao grupo os presidentes e os tesoureiros sinodais, quando o foco foi a sintonia administrativa.
 
 
A pauta geral para o encontro enfocou o desdobramento dos seguintes assuntos: (a) Acompanhamento e avaliação ministerial, (b) Formação pessoal e teológica com vistas ao Ministério (estudantes), (c) Formação teológica continuada e funcional, (d) Ecumene e (e) Missão.
 
Entre os desdobramentos, estão acompanhamento e cuidado da Presidência com os pastores sinodais, apontamento de prioridades nas áreas de acompanhamento e formação, Subsistência Ministerial (SM), Associação de Mútuo Auxílio (AMA), Período Prático de Habilitação ao Ministério (PPHM), suprimento de Campos de Atividade Ministerial (CAMs), vocações, Educação Cristã Contínua (ECC), material do Ensino Confirmatório, Tema do Ano 2014, parcerias ecumênicas e intercâmbios, Plano de Ação Missionária da IECLB (PAMI), Campanha Vai e Vem 2013, Plano de Ofertas, Agenda 2013, além das ações envolvidas no Jubileu da Reforma Luterana (500 anos, em 2017).
 
Na noite da quarta-feira, o grupo participou de um culto na Faculdades EST, também em São Leopoldo, que estava realizando o seu I Congresso Internacional sobre Religião e sociedade: desafios contemporâneos
 
Fonte: www.luteranos.com.br
 
Add a comment

Uma tempestade com ventos de até 100 km/h e queda de granizo danificou o telhado de milhares de casas em diversos municípios do noroeste do Rio Grande do Sul na noite de terça-feira, dia 18 de setembro. O pastor sinodal do Sínodo Noroeste Riograndense, Renato Küntzer, visitou Porto Lucena no dia 19 à tarde, um dos municípios mais atingidos. Um cálculo inicial da prefeitura indica que 90% das 2,5 mil residências sofreram algum tipo de prejuízo, com parte delas totalmente destelhada.
 
 
 
“A família do pastor Elson (Rysdyd) dormiu no carro, pois a casa pastoral teve o telhado destruído pelo granizo”, contou pastor Renato à FLD, por telefone. “Todos os móveis, roupas e utensílios estão molhados e equipamentos foram inutilizados.” O templo sofreu danos, assim como o salão da comunidade. Os membros também tiveram os telhados danificados, mas não houve vítimas.
 
 
De acordo com o pastor sinodal, ao chegar à Paróquia Evangélica São Tomé de Porto Lucena, ele viu muita solidariedade: “Um grupo de membros estava trabalhando em mutirão, para tirar água e barro da igreja. Todos e todas estão bem. A maior preocupação é de não estarem sozinhos neste momento.”
 
 
A FLD, a partir da sua área temática Emergências/Ajuda Humanitária, criada no início de 2011, e do seu vínculo com a Aliança ACT, promoveu o Seminário de Capacitação em Preparação e Resposta a Emergências, em novembro do mesmo ano. No encontro, que contou com a presença de pastores sinodais e representantes sinodais, de comunidades afetadas por desastres nos últimos anos e da Presidência da IECLB, foi elaborado um Mecanismo de Resposta à Emergência. O documento prevê que cabe aos sínodos a tarefa de buscar ajuda caso a situação de emergência supere a capacidade local de resposta.
 
 
No dia de hoje, a equipe da FLD contatou por telefone alguns dos pastores sinodais do Rio Grande do Sul para verificar a situação, colocando-se à disposição para acompanhar os eventuais esforços das comunidades no que se refere a ações destinadas ao apoio a famílias atingidas. O processo deve partir de uma avaliação, feita pelas comunidades e sínodos, considerando também a sua capacidade de ação.
 
 
Se a decisão for pela ajuda humanitária, as comunidades poderão encaminhar projetos, via sínodos, para o Fundo de Emergências da FLD. A partir daí, a FLD promoverá uma Campanha Solidária para arrecadar recursos a serem destinados aos projetos recebidos.
 
Fonte: www.fld.com.br
Add a comment

Please publish modules in offcanvas position.