Nos dias 11 e 12 de agosto, esteve na Comunidade Evangélica Trindade de Ivoti o Teólogo Fernando José Matias, para tratar do tema sobre o despertar de vocações. Sua palestra principal se deu no Grupo de Jovens “Fonte de Vida”, no sábado à noite, reunindo aproximadamente 40 jovens. Também se fez presente no culto da manhã e da noite na Comunidade, e fez pequena alusão ao tema.
 
Fernando está elaborando um projeto de despertar as vocações junto ao Sinodo Nordeste Gaúcho. Sua palestra parte de sua própria historia de vida e fé, de seu chamado para o ministério pastoral na IECLB. Fernando explica que o chamado vocacional de Deus se dá para todas as profissões (Beruf), todos são chamados a servir a partir de sua vocação. Fez com que os jovens refletissem sobre a atuação pastoral na sociedade e na vida da Comunidade Cristã. Fomentou também o chamado vocacional para o ministério ordenado na IECLB, falando aos jovens para estarem atentos para o despertar de vocações para o ministério. As referências Bíblicas utilizadas foram: Ex 4.10-17; Is 6.5-8; Jr 1.6-10; Lc 5.4-11, o chamado de profetas e apóstolos.
 
 
Agradecemos ao Sinodo Nordeste Gaúcho juntamente a pessoa do Fernando José Matias, que nos possibilitou essa reflexão.  Nossa Comunidade recebe com alegria essa iniciativa, buscando em nosso meio o reconhecimento vocacional para o ministério ordenado na IECLB.
 
Marciano Schlosser
PPHM na Comunidade Evangélica Trindade de Ivoti
 
Add a comment

Como já é tradição na paróquia de Linha Pinheiro Machado, os resultados de promoções realizadas pelo dia de Ação de Graças são entregues, de uma ou outra forma, para o Hospital São João e o asilo de idosos.
 
Algumas comunidades repassam os produtos ofertados durante as celebrações, outras repassam os valores arrecadados em um leilão – ou optam por usar o dinheiro para comprar e doar alguma coisa que esteja fazendo falta para a entidade.
 
 
Neste ano, as comunidades compraram camas e móveis para alguns quartos. A entrega foi feita com a presença do pastor Charles Werlich e a esposa Elisa, que deixaram uma mensagem para os presentes. Também participaram representantes das comunidades: Ângela Brackmann, Ilhane Kleber e Rosaria Mafaciolli.
 
“Sem dúvida, a paróquia Linha Pinheiro Machado é uma grande parceira do hospital”, disse o seu presidente, Nicolau Kerber, ao agradecer pelo apoio tão bem-vindo.
Add a comment

A Rede Ecumênica da Juventude (REJU) divulgou carta com cinco eixos de direitos para contribuir no fortalecimento das juventudes no processo eleitoral e na construção de projetos políticos para os municípios:
 
"Nós, jovens da Rede Ecumênica da Juventude (REJU) – uma mobilização, a partir de distintas vivências de espiritualidade, para incidir em Políticas Públicas de Juventude e partilhar experiências para a garantia de direitos – reafirmamos a pluralidade da juventude e a sua importância como sujeitos políticos de nossa sociedade.
 
 
Neste sentido, diante do processo eleitoral de 2012, a REJU reitera o caráter não-partidário de sua organização ao não apoiar candidat@s ou partidos políticos. Entretanto, apresenta eixos de direitos para incidir no debate e pautar, em certa medida, as eleições municipais e contribuir com um modo de fazer política que se constrói para além de uma dimensão partidária.
 
Ao reafirmarmos esta posição, reconhecemos, também, que @s integrantes da rede podem se engajar em campanhas e partidos políticos, em sua autonomia, liberdade e protagonismo. Um apoio e uma militância que acontecem no âmbito pessoal, mas que precisam se relacionar com a construção de uma casa realmente justa, sustentável e habitável para todas às pessoas, bases de nossa rede e de nossa luta.
 
Com este intuito e com o objetivo de contribuir no fortalecimento dos direitos juvenis neste processo eleitoral, a REJU apresenta para candidat@s – inspirada na 2ª Conferência Nacional de Juventude e nos Pactos pela Juventude organizados pela sociedade civil do CONJUVE (Conselho Nacional de Juventude) - os seguintes eixos de direitos para a construção de uma cidade em que queremos viver:
 
1. Direito ao desenvolvimento integral: Garantir políticas públicas que favoreçam o desenvolvimento integral da juventude, ao proporcionar uma educação de qualidade e com perspectiva cidadã; ao assegurar trabalho decente para @s jovens; ao criar mecanismos que apoiem a cultura local e suas produções alternativas; e ao universalizar o acesso à comunicação e ampliação dos centros de inclusão digital.
 
2. Direito ao território: Assegurar o direto ao território para a juventude, por este se configurar, além de um espaço físico, um lugar social, com tradições e características específicas. Implementar o passe livre para a juventude no transporte público. Garantir que as políticas públicas sejam pautadas, por uma perspectiva sustentável em uma articulação entre justiça social e ambiental, rompendo imposições das grandes corporações, especulações imobiliárias e ausências de projetos de construção de cidades. Junto a isto, que as políticas proporcionem o acesso à terra, numa agricultura familiar e agroecológica.
 
3. Direito à experimentação e qualidade de vida: Implementar políticas públicas que favoreçam o acesso a uma saúde integral, contribuindo, por exemplo, no enfrentamento à juvenização e à feminização do HIV/AIDS. Garantir uma vivência de práticas de esporte e lazer, o uso do tempo livre e o exercício da ludicidade, rompendo uma concepção de grandes projetos e eventos esportivos sem a participação popular em sua concepção e realização.
 
4. Direito à diversidade e à vida segura: Criar políticas públicas que assegurem a vivência da diversidade, reconhecendo e garantindo, especialmente, o combate a práticas homofóbicas e de intolerância religiosa. Possibilitar mecanismos de enfrentamento à mortalidade juvenil, majoritariamente da juventude negra e empobrecida; e à violência contra a mulher.
 
5. Direito à participação: Garantir espaços de participação juvenil, como a implementação de Conselhos e Secretarias/Coordenadorias Municipais de Juventude. Criar meios para que @s jovens acompanhem os programas e projetos, possibilitando a realização de críticas, a apresentação de sugestões e a contribuição para o aprimoramento das políticas públicas realizadas no âmbito municipal.
 
A REJU espera que estes eixos de direitos contribuam – a partir da experiência de militância que vivenciamos – com este momento de construção de projetos políticos para os municípios. Desejamos que nossas espiritualidades favoreçam a garantia da diversidade, a efetivação da democracia, a defesa da liberdade e a participação popular na construção de um mundo realmente justo; e não o obscurantismo e os encobrimentos de uma política afastada da ética e da justiça.
 
Daniel Souza, facilitador nacional da Rede Ecumênica da Juventude
Fonte:  REJU/FLD
Add a comment

O que Deus exige de nós?”. Este será o tema da Semana de Oração para a Unidade dos Cristãos (SOUC), edição 2013. Inspirado em Mq 6:6-8, o material foi preparado pelo Movimento de Estudantes Cristãos da Índia, com o apoio da Federação de Universidade Católica de toda a Índia e do Conselho Nacional de Igrejas na Índia. 
 
 
O Conselho Nancional de Igrejas Cristãs no Brasil (CONIC), por sua vez, já se encarregou de produzir todo o material que será utilizado por igrejas e movimentos ecumênicos pelo Brasil.
 
Em 2012, foram adquiridos, pelos grupos ecumênicos do Brasil e igrejas cristãs, cerca de 13 mil livretos da Semana de Oração. Para 2013, o objetivo é que mais pessoas possam celebrar esta data.
 
 
Leia a referência bíblica na íntegra:
Como hei de aparecer diante do Senhor, inclinar-me diante do Deus Altíssimo?
Apresentar-me-ei diante dele com holocaustos?
Com bezerros de um ano?
Desejará o Senhor milhares de carneiros, quantidades de torrentes de óleo?
Sacrificarei meu primogênito pela rebeldia, o filho de minha carne pelo pecado que cometi?
Foi-te dado a conhecer, ó homem, o que é bom, o que o Senhor exige de ti: nada mais que respeitar o direito, amar a fidelidade e aplicar-te a caminhar com teu Deus.
 
Geanderson Reis
Jornalista do CONIC
Add a comment

Nos dias 23 a 27 de julho, 26 jovens do Sínodo Nordeste Gaúcho participaram do CONGRENAJE, em Pelotas.
 
 
Lá, tivemos momentos de comunhão, louvor, diversão e oração. Sob o tema Conect@doscom Deus, vivemos uma semana abençoada, descobrindo a liberdade, novas amizades, novas culturas e novos lugares, além de novas maneiras de adorar e servir ao nosso Deus, principalmente atráves das magníficas oficinas proporcionadas. Não estivemos somente Conectados com Deus, mas sim com o Seu mundo e a Sua gente.
 
Que venha 2014, que venha o CONGRENAJE em Rondônia!
 
P. Gustavo Allende
Orientador Teológico da JE – Sínodo Nordeste Gaúcho
Add a comment

Os pastores sinodais do Rio Grande do Sul estiveram reunidos nos dias 2 e 3 de agosto, na sede do Sínodo Planalto Rio-Grandense, em Carazinho, para planejar atividades conjuntas e estreitar laços de amizade. O encontro, já tradicional, é um espaço de trabalho, mas também de compartilhar alegrias e expressar dificuldades encontradas durante o exercício da função de pastor sinodal.
Na reunião estiveram presentes: Marcos Bechert, do Sínodo Vale do Taquari; Renato Küntzer, do Sínodo Noroeste Riograndense; Edson Streck, do Sínodo Rio dos Sinos; Altemir Labes, do Sínodo Nordeste Gaúcho; Dietmar Teske, do Sínodo Sul-Rio-Grandense; Bruno Bublitz, do Sínodo Centro Campanha Sul; e João Willig, juntamente com o pastor vice-sinodal Ricardo Cassen, do Sínodo Planalto Rio-Grandense.
 
 
Os participantes puderam conversar e trocar informações com a secretária executiva do Sínodo Planalto Rio-Grandense, Angela Schmitt e com os membros da Diretoria do Conselho Sinodal, Nildo Bencke e Valdir Momberger. Também tiveram oportunidade de convívio com a pastora Sonja Hendrich, esposa do pastor Willig, que exerce o ministério na Paróquia do Planalto Médio.
Para 2013, estão programadas duas reuniões entre os sinodais do RS: a primeira, em Três de Maio, Sínodo Noroeste Riograndense, nos dias 8 e 9 de maio, e a segunda, em São Leopoldo, Sínodo Rio dos Sinos, nos dias 1º e 2 de agosto.
 
Fonte:Pastor Sinodal João Willig,Sínodo Planalto Rio-Grandense
Add a comment

Já está circulando a edição número 38 da Revista Sinodal do Sínodo Nordeste Gaúcho, que tem como tema central o Dia da Igreja realizado junho, em Igrejinha (RS).  Com o título “Dia da Igreja 2012 – Um dia que ninguém vai esquecer”, a publicação traz ainda textos e matérias relacionados às áreas da Juventude, Comunidades e Paróquias e Campanha Vai e Vem. As crianças têm um espaço todo especial: na contracapa, elas vão achar brincadeiras divertidas e educativas.
 
 
Ainda, vale a pena ler o artigo da jovem Bárbara Roos Godinho, da Paróquia Unidos na Fé, de Vale Real (RS). Ela representou o sínodo na Cúpula dos Povos – de 15 e 21 de junho, no Rio de Janeiro –, um dos eventos mundiais mais importantes da atualidade na área de sustentabilidade e meio ambiente. Junto com outros jovens da IECLB e integrantes da Rede Ecumênica da Juventude (REJU), Bárbara participou do projeto Criatitude, desenvolvido pela Secretaria Geral da IECLB e pela Fundação Luterana de Diaconia, e trouxe um desafio para o sínodo: “Que mundo vamos deixar para nossos descendentes?”
 
Informe-se para ganhar um exemplar: a Revista Sinodal está sendo distribuída gratuitamente nas comunidades e paróquias.
Add a comment

A Diretoria do CONIC, da qual faz parte o Sínodo Nordeste Gaúcho, lançou, no dia 5 de agosto, o novo site do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (veja no endereço: www.conic.org.br). Totalmente reformulado, o espaço será dedicado à divulgação de notícias da entidade e de atividades ecumênicas realizadas Brasil afora. Vale lembrar que o lançamento do novo site se dá no ano em que o conselho comemora 30 anos de existência.
 
 
Ao navegar pelo site, o internauta poderá replicar tudo aquilo que leu em suas redes sociais, pois foi criado um mecanismo que permite compartilhar o conteúdo ali disponível instantaneamente. Também poderá deixar comentários nas suas notícias favoritas. Além disso, o site conta com páginas inteiramente dedicadas à Semana de Oração, às igrejas-membro, aos membros fraternos e muito mais.
O CONIC também ganhou uma nova conta no Facebook (facebook.com/conic.brasil) e outra no Twitter (twitter.com/CONIC_Brasil), o que permitirá maior interação com o público.
 
 
 
Add a comment

Paz!
 
Neste mês de agosto, celebramos o triste aniversário das bomba atômicas de Hiroshima (06/08/1945) e Nagasaki (09/08/1945), quando morreram 210 mil pessoas, ou pela explosão ou em consequência das radiações, civis em grande parte. Contudo, a tragédia de Hiroshima e Nagasaki, longe de significar o fim das armas atômicas, fez a humanidade mergulhar numa terrível e atroz corrida pelo nuclear. Hoje, ainda, com os vários tratados existentes, ainda restam cerca de vinte mil bombas, o equivalente a 600 mil bombas como
aquelas de Hiroshima e Nagasaki! Destas, cerca de 1.800 ogivas estão em estado de alerta, prontas para serem acionadas!
Assim, para que a humanidade não repita o horror e o sofrimento causados pelas armas atômicas, convido vocês a rezar pelo desarmamento nuclear total, condição essencial de uma paz verdadeira. Assim nos unimos às diversas manifestações mundiais nesta ocasião e somamos força à Campanha Internacional para Abolição de Armas Nucleares (http://www.icanw.org <http://www.icanw.org/> ). Eis alguns argumentos utilizados nesta luta e que podem sustentar nossa oração:
 
Em primeiro lugar, as armas nucleares não discriminam entre civis e militares, podendo uma única bomba, em um só golpe, devastar uma cidade ou até mesmo uma nação. Elas são particularmente perigosas, dada a possibilidade de serem disparadas acidentalmente, devido a erro técnico ou humano. A posse de armas nucleares por alguns países é um estímulo constante para que outros também procedam a esforços para possuí-las, como o ocorrido, por exemplo, com as duas Coreias, que viram na presença de armas nucleares americanas uma razão para se lançarem no nuclear. As armas nucleares constituem uma ameaça constante de aniquilação do planeta, de contaminação radioativa e de inverno nuclear, além de intensificarem a desconfiança entre as nações, gerando um clima de tensão e medo. De forma alguma, as armas nucleares garantem a paz!
 
As armas nucleares são caras e absorvem enormes recursos econômico, que poderiam ser aplicados em outras áreas, como saúde e educação. Somente o gasto anual dos Estados Unidos em armas nucleares, cerca de 40 bilhões de dólares, seria o suficiente para manter o acesso universal a educação básica, cuidado médico básico, alimentação, água potável e saneamento. Em nível de segurança pública, as armas nucleares são inúteis, não podendoserem usadas contra grupos terroristas, crime organizado, ou traficantes de drogas, nem tampouco num campo de batalha.
 
Negociações e tratados de outros sistemas de armas, como armas químicas, armas biológicas e minas terrestres, mostram como a eliminação das armas restantes é fisicamente e praticamente realizável. Para que isto se concretize, rezemos assim:
 
Ó Deus de ternura, tu criaste o homem e a mulher para que conduzissem a criação pelos caminhos da vida e do crescimento. Contudo, a humanidade afastou-se deste caminho e passou a conceber armas terríveis, de mais em mais. Que o Espírito do teu Filho Jesus, príncipe da paz, ele que desarmou Pedro, inspire governantes e nações a se colocarem de acordo para a eliminação das armas atômicas. Assim, este perigo terrível se afastará de todos nós e poderemos investir nossas energias e riquezas na satisfação das reais necessidades humanas e na criação de um clima de confiança entre os povos. PorCristo, teu Filho e nosso Senhor!


Hiroshima e Nagasaki nunca mais!
Com amizade,
D. Irineu Rezende Guimarães, O. S. B.
Add a comment

Os jovens do Sínodo Nordeste Gaúcho estiveram representados e participaram com entusiasmo do 21º Congresso Nacional da Juventude Evangélica da IECLB (Congrenaje) e do 7º Fest'Art (Festival de Arte), realizado de 23 a 27 de julho, em Pelotas (RS). O evento reuniu cerca de 950 jovens e representantes dos 18 sínodos, sendo o maior realizado até agora.
 
O tema escolhido foi Conectad@s com Deus: protagonistas no mundo e o lema: Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te exemplo (1 Timóteo 4.12). A intensa programação contou com diversas oficinas, como a do Criatitude, e a participação do Grupo de Teatro do Oprimido (GTO) Fazendo Arte, da Associação Diacônica Luterana (ADL), de Vitória (ES).
“Entendemos que diante da atual realidade é urgente que o/a jovem conscientize-se do seu potencial, colocando seus dons a serviço e fazendo diferença no contexto em que está inserido”, disse a coordenadora do Conselho Nacional da Juventude Evangélica (Conaje), Katilene Labes, ao falar sobre a proposta do encontro. “Os/as jovens integram a comunidade cristã e querem participar ativamente na igreja. Sentem-se desafiados/as, junto com outras gerações, na construção conjunta de novos espaços de participação, bem como do fortalecimento dos espaços já existentes.”
Add a comment

Please publish modules in offcanvas position.